FAQ - Dúvidas Frequentes

FAQ - Dúvidas Frequentes

Qual a diferença entre raquianestesia e epidural?

As duas técnicas são realizadas na coluna vertebral, sob sedação e analgésicos, para garantir o conforto durante as punções  As diferenças dependem no local onde é colocada a agulha, para a injeção do anestésico local, no volume deste e no tempo de duração.

Por quê alguns pacientes desenvolvem dor de cabeça após a raquianestesia ?

A causa da dor de cabeça é devido à diminuição da pressão liquórica, quando este líquor de desloca pelo orifício da agulha do espaço raquidiano para o espaço epidural, após sua retirada. A incidência pode variar de 0,5 a 3% dos casos. Está relacionada com o calibre e formato da ponta da agulha, deve ser a mais fina possível, número de punções e idade do paciente, quando maior a idade, menor a chance.

O que se pode fazer para melhor a dor de cabeça após a raquianestesia ?

Primeiramente deve-se entrar em contato com o Anestesiologista responsável pela sua anestesia, para avaliação clínica e condutas. Ele prescreverá analgésicos, bebidas à base de cafeína, líquidos por via oral em abundância (água, sucos, chás). O paciente deverá levantar precocemente do leito, se a dor de cabeça não piorar, para se movimentar e andar. Isto favorece o aumento da produção do líquor. O uso de travesseiros é liberado.

O tremor é uma complicação da anestesia ?

Não, o tremor é uma conseqüência da queda de temperatura do paciente após um procedimento anestésico-cirúrgico. Vários fatores contribuem para esta queda de temperatura: ambiente frio (uso de ar condicionado na sala cirúrgica), infusão de soro endovenoso em temperatura ambiente, na maioria dos procedimentos o paciente fica com alguma parte do corpo descoberto, dependendo da técnica anestésica escolhida, pode-se predispor a uma menor ou maior perda de calor pelo paciente. Ao término da anestesia ocorrem as contrações musculares (tremores) levando a produção de calor pelo organismo, fazendo que a temperatura corporal volte ao normal.